Imprensa, Jornalismo, Mídia, RBS, Republicados

Mercado padrão Mercado*

Não vou falar da minha relação com o Mercado, deixo isso pra outra hora. Quero falar, mais uma vez, da podridão que é essa rede bosta sul. No sábado, uma querida amiga me ligou pra dizer que o Mercado estava pegando fogo. A tv cão (nada contra os queridos cãezinhos) era a única a transmitir. Botamos lá. Bueno, é o fim do Mercado, foi o que pensamos. As imagens captadas pela aeronave dos capachos dos marinhos não deixavam dúvidas sobre a destruição total do prédio. Os apresentadores, capitaneados, a saber, por um narrador de futsal, diziam que 100% do prédio estava atingido e uma das repórteres, que estava lá perto, chegou a pedir pra que todos rezassem (só não disse pra quem…) pra que não fosse necessário derrubar o que restaria do Mercado.

A minha história com o Mercado, essa de que eu não vou falar agora, fez com que a emoção falasse mais alto e eu acabei entrando no clima de tragédia (não que não sido, mas…). A Patrícia entrou no facebook e comentou sobre posts que falavam em crime, especulação imobiliária etc. Achei exagerado na hora, mas quando no domingo vi que o dragão não tinha tantas cabeças assim, comecei a pensar nessas coisas.

Que interesse alguém poderia ter na destruição de um patrimônio histórico da cidade? O seu Thompson Flores pode baixar em alguma mesa espírita pra esclarecer isso… O fato é que o incêndio, trágico, obviamente, não foi nem de perto tão devastador como os caras daquela tevezinha quiseram mostrar. O que eles ganham com isso? Não sei, talvez algum amiguinho empreiteiro possa dar uma clareada. E eu não li, mas diz que a matéria do tabloide deles se preocupou com a roupa do prefeito e com o fato dele ter saído de casa sem janta pra acompanhar o trabalho dos bombeiros.

Os desdobramentos começaram já na noite de sábado: faltou água?; os bombeiros chegaram tarde?; de quem é a culpa pelo PPCI vencido?; e se houvesse pessoas lá dentro?; mas e o exemplo da kiss não serviu pra nada?; etc. etc. e tal.

Essa história vai longe, mas o que já se pode ver com ela é o péssimo serviço que essa rede miserável presta para o povo gaúcho. E a despeito do que pretende essa gente da rede bosta sul e os seus capachos, o Mercado está firme e forte e vai sobreviver mais alguns séculos “atrapalhando a evolução da cidade”, afinal, que belo xóping se construiria ali, hein?!…

P.S.: e não me venham com Mercado padrão fifa, porque eu quero o velho Mercado do aperto na Banca 26 e da erva buena da Palmeira que o Adão sempre me consegue na 33!

http://www.mercadopublico.com.br/

*Publicado originalmente no blog Na Cidade de Cabeça pra Baixo, em 8/7/2013.

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s