Ideologia, Imprensa, Política, Republicados

Todas as coisas têm dois lados. Ou mais…*

Tópico 1: frase de leitora, na página 14 da Zero Hora de hoje: “Será que a senhora que matou o assaltante em legítima defesa, dentro de sua casa, estaria viva hoje para contar como foi se tivesse entregado a sua arma na campanha do desarmamento?”

Tópico 2: trecho de notícia na página 18 da mesma edição da ZH, sobre um homicídio ocorrido em um bar da Cidade Baixa: “(…) o crime ocorreu logo depois de a vítima entrar no estabelecimento. A policial afirma que ele se desentendeu com o assassino, que disparou três tiros.”

Hipótese 1: a senhora que matou o assaltante teria entregue a arma à Polícia Federal e não cometeria o homicídio.

Hipótese 2: o homem que matou o outro no bar teria entregue a arma à PF e a morte em questão teria sido evitada.

Hipótese 3: tanto o assaltante da hipótese 1 quanto o homicida da hipótese 2 estariam portando armas sem registro e a idosa teria sido morta, como também o outro homem.

(In)Conclusão: contra ou a favor da lei do desarmamento? Não sei, mas contra as armas SEMPRE!

Publicado originalmente no blog Na Cidade de Cabeça pra Baixo, em 17/6/2012.

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s